Cenários Tyranid!

Posted: 26/02/2007 in Scenery

Salve leitor.

 

Dia desses falávamos aqui sobre cenários e a importância destes para compor um campo de batalha visualmente atrativo e que contribuísse para a narrativa do jogo.

Sempre gostei de mesas com diversos cenários, na verdade quanto mais melhor, o que sempre gerou protestos por parte de meus adversários mais habituais que ao final da distribuição dos terrenos sobre a mesa invariavelmente disparavam um “Mas não tem muito cenário nessa mesa não?”, ainda que o grande número de cenários militasse em favor dos mesmos bloqueando todas as minhas linhas de tiro. C’est la vie… tem gente que só reclama mesmo.

Com o tempo minha escolha por cenários passou a ser direcionada para aqueles que complementasse os armies que tenho, ajudando assim a contar uma estória em cada partida em que eles atuassem.

Já há um certo tempo eu tencionava criar uma mesa “Alien” com cenários que evocassem um mundo alienígena, mas precisamente um mundo sendo consumido pelos alienígenas “Alien” do universo do Warhammer 40K: Os Tyranids.

Como já tinha dito aqui, os Tyranids são uma das maiores ameaças ao império do homem no universo do 40K, uma raça de alienígenas insetóides (claramente inspirada nos aliens da serie de filmes iniciado com “Alien o 8º passageiro”) semi-conscientes, guiados pela tirânica consciência coletiva conhecida como Hive Mind, o objetivo desta raça é consumir toda a biomassa dos planetas que ataca, criando assim novos organismos e seguindo em frente, eventualmente consumindo toda a galáxia (para saber mais sobre esse processo confira o link).

Meu intuito era assim representar com cenários esse processo em que a biomassa do planeta é consumida, prédios, veículos, corpos, nada é deixado para trás sendo integralmente assimilado pelos Tyranids.

Com essa idéia na cabeça, e reconhecendo que meu forte não é construir cenários, comissionei os serviços do amigo, e “mestre engenheiro cenarista anão”, Geraldo para que ele construísse para mim tais cenários.

Os cenários eventualmente ficaram prontos porém tiveram de amargar quase dois longos anos sem que fosse pintados em virtude de números outros projetos que ganharam prioridade sobre os terrenos, mas, finalmente, essa espera acabou.

Com o feriadão do carnaval e a visita de mão de obra extra, também conhecido como Ivan o “Terrível”(hehehehe), resolvi pegar firme nos cenários e terminar a empreitada de uma vez, já que ficar usando os terrenos sem pintura não tinha a menor graça como mostram as fotos a seguir:

 

 

 

Com algumas alterações menores no trabalho original do Geraldo o resultado final pode ser conferido nas fotos a seguir (para ver todas as fotos não deixe de conferir a galeria de fotos "Scenery pieces" aqui no blog):

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Todas as bases foram pintadas seguindo a mesma receita básica com camadas sucessivas de drybrush utilizando-se as seguintes cores: roxo; vermelho escuro; vermelho claro; cor de pele escura e por fim uma cor de pele mais clara (Royal Purple; Red Gore; Blood Red; Dwarf Flesh e Elf Flesh).

Finalizada a pintura foi aplicada uma camada de water effects da GW com tinta vermelha e marrom adicionadas para emular sangue. Essa mistura foi aplicada sobre todas as partes “orgânicas” dos cenários e derramada generosamente ao redor do rhino ultramarine para criar a digestion pool.

Fico no aguardo dos comentários e até a próxima.

Comments
  1. Alan Tagmar says:

    Prezado, tua peça está demais!! Prentendo usar esse esquema em algo parecido.

    Visite meu blog de pintura:
    http://www.miniaturaemtagmar.blogspot.com/

    Valeu.

    • Maicon says:

      Estou me aventurando nesse mundo de miniaturas. Muito realista o seu cenário, incrível trabalho.
      Mas a dificuldade que estou encontrando é materiais para serem adquiridos. As miniaturas consegui em um site (wiccaworkshop). São miniaturas medievais em liga metálica com um acabamento muito bom, opinião de iniciante não sei se conta hehehe. Mas tintas, principalmente as metálicas está sendo um problema. =( Mas parabéns pelo trabalho e obrigado pelos textos que me ajudaram muito.

      • Gereth says:

        Olá Maicon!

        Em primeiro lugar muito obrigado pela visita e pelo comentário. Nada me deixa mais satisfeito do que saber que meus artigos não só estão sendo lidos mas também estão tendo serventia para veteranos e iniciantes no hobby. Isso é bastante recompensador.

        Cara, para adquirir miniaturas eu sugiro comprar em lojas especializadas. Hoje temos no Brasil uma loja trazendo muito material para o wargamer e também para os RPGistas e colecionistas de miniaturas. A loja em questão é a Roleplay e ela é tocada por um bom amigo que tem muita experiência na área. A loja oferece tintas e miniaturas a preços bem convidativos, de acordo com nossa realidade.

        Sobre as tintas metálicas eu recomendo investir em alguns potes de tintas da Games-Workshop, que na minha opinião, produz as melhores tintas metálicas do mercado. As tintas Vallejo também são boas (bem melhores que as nacionais) mas a meu ver piores que as da GW. Se for comprar em uma loja internacional sugiro a Wayland Games para esse fim.

        No mais é isso cara! Tendo outras dúvidas ou comentários registre-os por aqui que eu sempre respondo. Aproveitando que você está iniciando no hobby da pintura de miniaturas permita-me recomendar o episódio 02 do Papo de Mesa Podcast, o Pintura 101 e a segunda parte do mesmo episódio. Acho que o assunto pode ser bem interessante pra você.

        Grande abraço.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s