Hey there Reader.

 

It’s been a good while since I’ve written a proper painting tutorial in order to share with you guys here on the blog.

 

I believe that in order to improve our painting skills we should strive to leave our comfort zone whenever possible and there’s this technique I had wanted to try for a long time called “Salt Weathering” which, to sum up, consists of using your every day kitchen salt to as a mask when painting, but that, thus far, I hadn’t found an opportunity to try.

 

The nice thing about this technique is that it produces irregular patches which can be really useful to simulate paint wearing off from surfaces. Given that I wanted to go with a weathered look for my Outpost Kit (reviewed here the other day) I decided it was time to give the technique a try.

 

I’m quite happy with the final result on that kit so I thought I’d share a step by step guide of how I employed the technique to achieve the final weathered look.

 

The first step is choosing a suitable candidate to receive the weathering technique. For the purpose of this article I’ve chosen a terrain piece I built a while ago but hadn’t painted to this day.

 

I began by priming the entire terrain black and then I proceeded to apply a brown basecoat all over the piece.

 

After the basecoat dried I applied a generous orange wash all over the piece. I used “Macharius Solar Orange” from GW’s now extinct foundation range.

 

While the wash is still dry you should use a sponge to start dabbing over the orange paint. This step will help us emulate the look of real rust on our piece.

 

You can repeat the prior step multiple times with different tones of oranges and browns and once all that painting is done you should be left with something like this.

 

Now it’s time for the salt. Remember the salt will act as a masking tape, so everything covered by it will be visible on your final piece while everything without salt on it will be covered by paint. In order to apply the salt to the piece you should use water to moisten the spots you want your rust on and apply the salt over it. The salt will absorb the humidity and stick to your terrain piece.

 

After leaving your salt to dry, preferably overnight, it’s time for some proper painting. While it’s pretty common to see the use of this technique with airbrush painting I used sprays to paint our example piece as well as the Outpost Kit, not only because my airbrush is broken, but also to show you don’t really need an airbrush to achieve nice looking results.

 

So I began painting the piece by applying a green color all over it.

 

After that was dry another green tone, this time lighter, was applied to the piece but this time I hit it from the top to bottom with the paint so that a little bit of the previous green would remain in the recesses and the lower part of the scenery piece creating the illusion of light and shadow.

 

After that second color was dry it was time to remove the salt. In order to do so you’ll need more water, and perhaps a toothbrush, to scrub the salt away. Unfortunately I don’t have a picture showing the piece right after the salt was removed but I do have these shots showing the final look after I used some more washes (applied with a small brush) to emulate the streaking rust formed with the rain.

 

And I guess that’s it for today. Don’t hesitate to leave a comment with any doubts or suggestions you might have.

 

Over and out.

 

+++

 

Salve Leitor.

 

Tem um bom tempo desde que escrevi um tutorial compartilhando técnicas de pintura aqui no blog e penso que é hora de remediar essa situação.

 

Sempre digo que uma das maneiras de aprimorar nossas técnicas de pintura é tentar sair da zona de conforto de nossas habilidades e explorar novas opções. Enquanto pensava na aparência que desejava para o “Outpost Kit” da Warmill (cuja resenha publiquei recentemente aqui) acabei me decidindo por um visual bem detonado para o cenário. Como expliquei na resenha a ideia era tornar o cenário em si o mais flexível possível permitindo que ele pudesse ser empregado na maior gama de partidas possível, sozinho ou em conjunto com outros cenários da minha coleção.

 

Justamente para sair da minha zona de conforto decidi experimentar uma nova técnica de pintura para fazer o “Weathering” (envelhecimento em uma tradução livre – O Weathering consiste em tentar replicar em um modelo os processos de envelhecimento que atacariam a coisa real ao longo do tempo com a aplicação de sujeira, marcas de chuva, ferrugem etc) do cenário e acabei me decidindo por tentar aplicar a técnica do Weathering com sal que vi aplicada com sucesso pelo amigo Leonardo “Montagna” na pintura de um rhino.

 

A técnica é bastante simples e consiste na aplicação de sal sobre a peça que se está pintando de sorte que ele atue como uma máscara, removendo-o posteriormente com água. A técnica foi empregada em todas as seções do Outpost Kit da mesma maneira que passo a apresentar a partir de agora.

 

O primeiro passo é escolher o terreno ou modelo no qual se empregará a técnica. Para ilustrá-la aqui no blog escolhi um terreno que tinha começado há algum tempo, mas ainda não tinha terminado.

 

Após a aplicação do primer na cor preta apliquei a cor base da pintura, um marrom,  utilizando um spray.

 

Sobre essa camada de cor base é aplicado um wash (aguada) de tinta laranja. Empreguei aqui a cor “Macharius Solar Orange” da antiga linha Foundation da GW. É importante que a tinta esteja bem diluída e seja aplicada por toda a peça.

 

Após a aplicação do wash no step anterior utilizei um pedaço de espuma e com ajuda de uma pinça para segurá-lo fui batendo com a espuma sobre superficie do terreno. A função deste passo é criar pequenos pontos de tinta laranja emulando a aparência de ferrugem.

 

Aqui fotos do resultado final após a secagem do wash trabalhado com a espuma. Você pode repetir o passo anterior quantas vezes quiser, variando os tons de laranja e marrom para emular diversos tons de ferrugem.

 

Quando você estiver satisfeito com a aparência de sua ferrugem é hora de passar para a aplicação do sal. Lembre-se que o sal vai funcionar como uma máscara, então tudo o que ficar coberto por ele vai aparecer no resultado final, enquanto as partes não cobertas pelo sal serão encobertas por tinta e vão desaparecer.

 

Para aplicar o sal à peça basta umedecer algumas partes com água e jogar o sal por cima. O sal absorve rapidamente a umidade e gruda na superfície do terreno.

 

Depois de deixar o sal secar bem (de preferência de um dia para o outro) é hora de partir para a pintura. Embora seja frequente encontrar a conjunção dessa técnica de weathering com a pintura com um aerógrafo, aponto que no meu caso a peça mostrada neste tutorial, bem como o Outpost Kit foram pintadas com tintas em spray, uma vez que meu aerógrafo não está funcionando, mas acredito que o resultado final fique tão convincente quanto se eu tivesse empregado essa ferramenta, ilustrando assim que não é preciso investir quantias significativas de dinheiro para obter um resultado satisfatório de pintura.

 

A primeira camada de verde escuro é aplicada de forma uniforme por toda a peça.

 

Após a secagem da primeira camada de tinta uma nova camada de verde, agora mais claro, é aplicada sobre a peça, mas dessa vez aplicamos a tinta de cima para baixo sobre a peça criando um contraste entre luz e sombras.

 

Após a secagem dessa segunda camada de pintura é hora de retirar o sal. Para fazê-lo basta levar a peça para uma pia e ir retirando sal com o auxilio da água. Pode ser que seja necessário o uso de uma escova de dentes para auxiliar a remoção do sal em algumas partes.

 

Infelizmente me esqueci de tirar uma foto do cenário ilustrando esse passo, mas aqui vocês podem ver o resultado final, após a aplicação de mais alguns washes de marrom e laranja emulando a ferrugem escorrida por causa das chuvas (aplicados com um pincel pequeno).

 

E acho que é isso por hoje pessoal. Não hesitem em postar comentários com eventuais dúvidas. Estou pronto pra ajudar no que for possível.

 

Grande abraço e até breve.

Comments
  1. Vitor says:

    Depois do wash de laranja, pra dar um aspecto mais realista pra pintura, pode-se fazer um wash com trakka green, e ainda um wash de devlan mud(agrax earthshade). Tudo isso antes de intar o verde final.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s