Hello Reader.

 

This is the Portuguese version of the “Catwalk Set” scenery kit’s review published earlier today here on the blog. Please check that out if you missed it as it’s a GREAT scenery piece by Micro Art Studio.

 

Over and out.

 

+++

Salve Leitor.

 

Continuando com a série de resenhas aqui no blog hoje eu escrevo sobre o kit de cenário “Catwalk Set” da MICRO ART STUDIO.

 

O nome da empresa que produz o cenário pode soar familiar pra alguns de vocês há mais tempo no hobby já que eles apareceram no mercado já há algum tempo. No começo a Micro Art apareceu no cenário dos wargames como mais uma empresa produzindo peças alternativas para os jogos da gigante da indústria, a Games Workshop.

 

Na época a MICRO ART fez muito sucesso produzindo bits e miniaturas que permitiam aos entusiastas do Warhammer 40.000 construir exércitos do Adeptus Mechanicum, peças estas que são produzidas até hoje pela empresa e comercializadas na linha Iron Brotherhood.

 

A empresa voltou a chamar minha atenção quando lançou no mercado uma linha de miniaturas chamada Discworld, baseada na série de livros homônima de Terry Pratchet e que têm um visual bastante peculiar e podem ser usadas em diversos jogos de RPG.

 

Voltei a esbarrar na Micro Art Sudio quando comecei a procurar opções de cenários para o jogo Infinity. O Infinity foi o primeiro jogo pelo qual me interessei após o primeiro e infame Embargo da GW, mas como mencionei na época me chamou a atenção a diferença de escala entre o 40K e o Infinity e o quanto a minha coleção de cenários seria inadequada para o novo jogo.

 

Procurando pela internet acabei encontrando o site da empresa que oferece diversas linhas de cenários produzidos em diferentes materiais, mas os cenários em MDF chamavam a atenção à época pelo ineditismo do material.

 

Sim, devo admitir que estou com esses cenários guardados aqui em casa há um bom tempo e só recentemente comecei a trabalhar neles. Na época a linha de cenários em MDF, hoje bastante expandida, contava tão somente com o set de passarelas, chamado “Catwalk Set”, e set de apartamentos/casas chamado “District 5 Apartment Set”.

 

Consegui então dois sets de cada um desses kits para começar uma coleção de cenários para o Infinity. Decidi começar resenhando o “Catwalk Set” justamente porque achei que as passarelas que compõe o set eram radicalmente diferentes da maioria dos cenários que já possuía aqui em meu acervo.

 

A mera adição das passarelas à mesa de jogo adicionou a meu ver um componente tático completamente diferente já que passei a ter áreas no campo de jogo acessíveis somente a partir de determinado ponto (as escadarias que dão acesso às passarelas elevadas) ou para um tipo especifico de tropas (tropas aladas ou de salto por exemplo). Isso já me levou a ter mil ideias mirabolantes e antes mesmo de montá-las já comecei a imaginar o posicionamento de snipers camuflados ali justamente para fazer uso da visão privilegiada que as passarelas ofereciam.

 

Mas estou me adiantando. Antes de mais nada é importante começar com a montagem das passarelas. Como já mencionei o kit de cenário em questão é feito de MDF cortado a laser e por isso mesmo é embalado de maneira bastante prática o que facilita bastante o envio dos kits (os meus foram recebidos em envelopes).

 

Após a abertura da embalagem plástica que as acondiciona encontramos as placas de madeira nas quais as peças foram cortadas a laser. O aspecto inicial dessas placas pode assustar já que são várias peças gravadas em cada uma, mas como diria o esquartejador o segredo aqui é ir por partes.

 

A embalagem. O kit não é volumoso e poderia ser enviado dentro de um envelope, respeitando o limite de peso.

 

Instruções de montagem acompanham cada um dos kits.

 

As peças ainda no “sprue”. São muitas peças.

 

 

O primeiro passo é retirar cada uma das peças do “sprue” de madeira na qual foram cortadas. O processo não é muito diferente de quando retiramos os bits das miniaturas do sprue plástico, sendo na verdade até mais fácil. Há que se observar, porém, que a maioria das peças possui dois pontos de contato com a placa de madeira, justamente para evitar que se soltem com muita facilidade e sejam extraviadas e que por vezes pode ser necessário usar uma faca de hobby para romper esse ponto de contato da peça com a placa de MDF.

 

 

O segundo passo no caso das passarelas vai ser remover cada um dos pedacinhos nos vãos do piso da passarela. O kit trás uma ferramenta pra isso, a “Pusher Tool” (algo como ferramenta de empurrar), mas a ponta dela é bastante frágil e acaba não aguentando o tranco. Sugiro usar a ponta de uma faca de hobby ou mesmo um clipe de papel para esse trabalho.

 

Acho que daria pra usar a sobra de material e fazer “sprue rubble” (entulho de sprue) para as bases de alguns cenários.

 

A ponta da ferramenta não aguentou o tranco.

 

Cumprida essa etapa resta ainda usar uma lixa para retirar o excesso naqueles pontos de contato que seguravam a peça na placa de MDF. Uma simples lixa de unha serve pra isso.

 

A foto está meio fora de foco mas mostra no detalhe o ponto em que a peça teve de ser lixada.

 

Depois de todo esse trabalho você deverá ter diante de si uma pilha de peças bastante parecida com esta aqui:

 

Peças destacadas, limpas e prontas para montagem.

 

Tudo isso feito nos resta agora montar as peças e completar as passarelas. Infelizmente eu acabei me empolgando durante a montagem e não tirei fotos detalhando cada passo do processo. Contudo gostaria de registrar as seguintes recomendações:

 

1 – Teste o encaixe das partes antes de aplicar cola. O encaixe entre as peças do kit são bem justos, o que pode lhe obrigar a usar uma lixa nos encaixes de modo que as peças se conectem melhor.

 

2 – Eu tenho por hábito colar tudo, mas, se você tenciona tirar o máximo de proveito desse kit deveria considerar não empregar cola para montar as passarelas. Como já mencionei o encaixe entre elas é bastante firme e preciso, sendo assim, com um pouco de cuidado, você não precisará de cola para montá-las. Cada set de passarelas é INCRIVELMENTE customizável e pode ser montado de dievrsas maneiras, mas, uma vez que vocÊ tenha colado as peças, esta preso àquela configuração.

 

3 – Use somente a força necessária para encaixar as peças. O kit de passarelas possui algumas peças pequenas, e mesmo as grandes, dada a natureza do material, são um pouco frágeis e assim, se você empregar força demais na montagem pode acabar quebrando alguns dos componentes (o que foi exatamente o que eu fiz).

 

Depois da montagem de todas as peças esta é uma das configurações que você pode construir: Duas passarelas elevadas longas, duas plataformas menores e quatro sets de escadarias. Como mencionei anteriormente cada um desses sets é muito customizável e se você junta partes de múltiplos sets o único limite para o que você pode construir é a sua imaginação (devo admitir aqui ter sido deixado na mão pela minha já que montei ambos os sets da mesma exata maneira sem perceber).

 

Peças das passarelas prontas.

 

Outra coisa muito legal sobre esse kit de cenário é que ele se encaixa perfeitamente nas mais variadas ambientações. Eles ficam legais tanto no futuro distante e gótico de quarenta mil anos no futuro, como também se adequam ao futuro próximo do Infinity e até mesmo à jogos ambientados nos dias de hoje. Uma vez mais a imaginação vai ser o fator limitante da maneira que você pode empregar esse kit de cenário.

 

Acabei escolhendo pintar o meu usando as mesmas cores do kit de cenário do posto avançado (Outpost Kit) que resenhei a algum tempo aqui no blog, empregando a mesma técnica de envelhecimento do sal que expliquei neste artigo.

 

A ideia era justamente mostrar como esses elementos de cenário “genéricos” funcionam bem em conjunto e como você não deve se restringir a um único fabricante ao construir seus campos de batalha.

 

Não poderia estar mais feliz em relação ao resultado final obtido com o “Catwalk Set” e devo mencionar que as peças de MDF não apresentaram quase nenhuma deformidade após terem sido imersas em água para retirada do sal depois do processo de pintura. Vou deixar as fotos do cenário pronto falarem por si mesmas agora:

 

 

 

 

Alguns Guardsmen percorrem as passarelas.

 

 

 

Mostrando a altura das passarelas.

 

Soldados de Yu Jing conferem as passarelas. Escala perfeita para Infinity também!

 

Uma das peças quebradas reaproveitada como “battle damage”.

 

 

Para concluir admito estar apaixonado por estes kits de cenário da Micro Art. Continuo surpreso com a qualidade final dos kits de cenário cortados a laser em MDF após a montagem final e pintura, assim como a incrível quantidade de detalhes presente neste kit. As passarelas parecem mesmo reais e adicionam muita variedade à mesa de jogo.

 

Estou ansiosos para trabalhar em mais cenários da Micro Art Studio em breve e não poderia recomendar os kits deles mais do que faço aqui.

 

Grande abraço e até breve.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s