Hello there Reader.

 

Today’s post is the Portuguese  version of the article I published here yesterday about the 1st PAPOCON. If you missed it by any chance please check it out.

 

More to come soon.

 

Over and out.

 

+++

 

Salve Leitor.

 

Uma das coisas legais que fiz relacionadas ao hobby no ano que passou foi ter ido visitar o Clube Paulista de Wargames por ocasião da 1ª Papo de Mesa CON (ou PAPOCON como eu gosto de chamar o encontro).

 

“Como assim? Que diabos foi essa PAPOCON e porque eu não fiquei sabendo dela?” Consigo ouvir alguns de vocês perguntando, sem entender que conversa é essa de PAPOCON e tentando lembrar se você ouviu falar desse evento ou não. Deixa eu contar essa história do começo.

Não é segredo para os leitores aqui do The Painting Frog que uma das coisas a qual me dediquei no hobby ao longo do ano passado foi o Papo de Mesa Podcast, programa que apresento junto com o meu amigo Marcos (também conhecido como “Ultra”Marcos lá do blog “Chumbo, Plástico, Tinta & Pincel”) e onde recebemos amigos para papear sobre assuntos relacionados ao hobby (ou não).

 

O nome do cara pode soar conhecido não só por conta do podcast, mas também porque vira e mexe eu o menciono aqui no blog uma vez que tê-lo como amigo hoje foi um dos “bônus” do hobby dos Wargames e de “colega de hobby” a coisa evoluiu de forma que ele hoje é um dos meus amigos mais próximos, porém o Marcos mora nos Estados Unidos e por conta disso eu acabo não o encontrando tanto quanto gostaria.

 

O Marcos cumprindo uma promessa antiga e devolvendo ao Streem um dos Mestres do Capítulo dos Salamanders pintado.

 

Acontece que em meados do ano passado veio a noticia de que ele teria de vir ao Brasil a trabalho e acabamos pensando em unir o útil ao agradável, aproveitando a visita dele ao país para não só nos vermos e jogarmos alguma coisa, mas também aproveitar para rever nossos amigos em São Paulo e quem mais quisesse ir até lá para nos conhecer, jogar conosco e papear sobre o hobby, e assim surgiu a ideia da primeira Papo de Mesa COM (cada vez que escrevo acho PAPOCON bem mais bonito e sonoro) gentilmente acomodada pelos amigos do Clube Paulista de Wargames (CPW) em sua sede.

 

Uma das mesas montada para jogos de Warhammer 40.000 ao longo do final de semana.

 

Outra das mesas do clube montada para uma partida de Warhammer 40.000 – Um “Maiden World” Eldar.

 

O André “Streem”, outro cara que sempre menciono por aqui, teve então a ideia de preparar uma mini campanha de Mordheim para jogarmos ao longo do final de semana que estaríamos em SP, aproveitando que o CPW além de ter uma mesa fantástica desse jogo, estava jogando Mordheim com frequência, inclusive com uma campanha rolando.

 

Não preciso dizer que a ideia nos empolgou bastante (já que até então já estavamos bastante pilhados para jogar Mordheim por conta da mesa fantástica do CPW para esse jogo) bastando ouvir alguns episódios mais antigos do Papo de Mesa Podcast em que mencionávamos estar trabalhando em nossos warbands para Mordheim para perceber que os esforços para pintar nossas warbands dominaram nossas atividades por algum tempo quando respondíamos o que fizemos no hobby no intervalo entre a publicação dos programas.

 

A mesa de Mordheim do CPW.

 

A mesa vista por outro ângulo.

 

Mais uma vista da mesa.

 

As docas de Mordheim .

 

Um armazém relativamente intacto nas docas usado como quartel-general de um dos diversos grupos de mercenários da cidade.

 

O cadafalso da cidade ainda encontra muito uso.

 

Um dos prédios mais sombrios desta parte da cidade.

 

O tempo acabou passando depressa e infelizmente não consegui concluir a pintura de minha warband (o que pretendo corrigir em breve) a tempo de levá-la completamente pintada para o evento, vergonha essa que o Marcos não passou levando uma warband de Tomb Kings belíssima e merecedora de elogios.

 

O final de semana em si foi fantástico com a presença constante dos amigos membros do CPW: André “Tocha” (também nosso parceiro no Papo de Mesa Podcast), André “Zinho”, André “Streem”, Enéas, Fábio “Sephyr”, Sócrates “Peacecraft”, Silvio (da Roleplay). O encontro contou ainda com a presença de outros visitantes ilustres como o Cristiano “Normal”, o Vitor “VoidBR” (do blog “Vamos Ver no Pano Verde”) e o também membro do CPW Antonio “AJ” que encarou uma maratona de ônibus indo do Rio de Janeiro para São Paulo e voltando no final do dia, tudo isso para poder participar do final de semana de jogatina e muita conversa fiada.

 

Embora o plano original fosse do evento rolar no sábado e domingo já na sexta a noite rumamos para a sede do CPW com sede de jogo. Nessa noite acabamos jogando uma partida introdutória de Mordheim a fim de nos familiarizarmos com as regras (já que até então a maioria de nós visitantes nunca havia jogado esse jogo) e acabamos nos divertindo bastante, não só com o jogo, mas com as palhaçadas que ditariam o tom do final de semana.

 

Muita conversa pra por em dia e muita bobagem pra falar no final de semana – Muito papo sobre pescaria!

 

LET THE GAMES BEGIN – Eldars do Vitor “VoidBR” contra as forças aliadas dos Blood Angels e da Guarda Imperial capitaneadas pelo Marcos.

 

Eldar Guardians prestes a serem transformados em patê pelos Blood Angels.

 

Os Blood Angels remanescentes dialogam com os Guardians buscando uma solução pacífica para o conglito – #sóquenão!

 

As coisas decididamente não estavam indo bem para os Guardians do Vitor “VoidBR”.

 

Os belíssimos Harlequins do Vitor “VoidBR” acreditando na máxima que prega que “mais vale um covarde vivo do que um herói morto” se escondem no meio do mato.

 

Um jogo entre dois péssimos roladores de dados só poderia ter um desfecho possivel – EMPATE (ao fundo o Silvio se pergunta o porque de ter saído de casa naquele dia).

 

Os jogos da campanha em si foram também bastante divertidos e bastante focados na narrativa, merecendo destaque a partida que joguei juntamente com o “Streem” contra o AJ e o Marcos, que foi divertidíssima e especialmente cinemática, e a partida que acabou definindo o Sócrates (e seu army de underdog goblins) como o vencedor da campanha.

 

Dois dos Ghouls de meu warband vagueiam pelas ruas de Mordheim em busca de sua próxima refeição.

 

Ali perto uma das múmias do warband do Marcos também procura suas próximas vítimas.

 

Outra múmia, outrora uma rainha, se oculta em meio as ruínas que dominam a região central da cidade.

 

Enquanto os mortos vagueiam por Mordheim.

 

Várias múmias sob o comando do Liche Priest.

 

A partida final foi disputada entre a dupla formada por  Sócrates e André “Zinho” contra a dupla formada por Fabão e o Streem.  Essa partida acabou tendo o final mais épico de todos os tempos com os goblins do Sócrates resistindo bravamente até o momento em que os mercenários do Streem (a essa altura os outros dois jogadores não tinham mais tropas na mesa) se amedrontaram diante da carnificina e fugiram do campo de batalha.A vitória do Japonês nessa partida foi celebrada como a muito tempo não se celebra algo no Brasil, com lágrimas, pulos, abraços, muita felicidade e gritos entusiasmados de “É TETRA!!!” tamanha a comoção gerada pela partida.

 

Uma das miniaturas “scratchbuilt” do Sócrates – Um Mekboy.

 

 

 

 

Outra das criações do Japonês – Um Warboss também “scratchbuilt”.

 

 

Mesmo acocorado em cima de uma pedra o Warboss é IMENSO!

 

Não há muito mais o que dizer além de que a visita ao CPW por ocasião da PAPOCON me proporcionou uma vez mais um final de semana divertidíssimo na companhia de um grupo de amigos singular que me foi proporcionado pelo hobby, bem como diversos causos na mesa de jogo e fora dela que serão recontados à exaustão no futuro (e em um episódio do Papo de Mesa Podcast a ser publicado em breve).

 

As fotos que ilustram o artigo de hoje são mero aperitivo que espero que sirvam para incentivar você leitor do blog a participar de um próximo encontro de jogadores que aconteça por aqui, seja ele um dos encontros do Papo de Mesa Podcast, um dos “Open Days” regularmente promovidos pelo CPW, ou, porque não, como incentivo para que você mesmo organize um encontro e nos convide para participar.

 

Mais uma batalha de Warhammer 40.000, desta vez entre os Space Marines do Cristiano “Normal” e as forças combinadas da Guarda Imperial e Blood Angels do Marcos.

 

Capitão e unidade tática de Space Marines – Como essas minis do Normal ficam legais na mesa!

 

Rhino e Vindicator prontos para causar estragos.

 

Linha de frente dos Space Marines – O dado de scatter é indicação de chumbo grosso a caminho.

 

Isso vai doer.

 

Um grande abraço e o meu muito obrigado, em especial aos amigos do CPW que gentilmente nos receberam e cederam o espaço do clube para essa bagunça, ao Streem por ter dedicado tanto tempo para que nos divertíssemos ao longo do final de semana, ao Normal, ao Vitor e ao AJ por terem viajado de tão longe para nos ver e por fim ao meu brother Marcos, pela amizade, parceria e por ter trazido minhas coisas que estavam entulhando a casa dele. Valeu brother! Mesmo!

 

Os generais de final de semana reunidos!

 

E acho que por hoje é isso! Mais em breve pessoal.

Comments
  1. Muito legal esse encontro!

    Parabens pro pessoal🙂

    • Gereth says:

      Olá Bruno!

      Obrigado pela visita e pelo comentário cara! Sim o encontro foi fantástico e mal posso esperar por uma oportunidade de reencontrar esses caras novamente!

      Quem sabe role uma 2ª PAPOCON esse ano?!

      Grande abraço.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s