Posts Tagged ‘Fantasy’

 

Hello Reader.

 

Today’s article is an alert to other hobbyists in Brazil, warning them to stay away from a shady company called “Legends do Brasil” that has been conning people out of their money here, selling RPG supplies, board games and wargaming models.

 

This might not be of interest to those of you living abroad, hence why I’m only publishing the Portuguese version of it.

 

Hope you understand it.

 

Over and out.

 

+++

 

Salve Leitor.

 

Assumir que se fez papel de idiota é sempre doloroso, mas espero que você possa aprender um pouco com o relato a seguir. O artigo de hoje vai ser, infelizmente, um grande “wall of text” ou como é corriqueiramente conhecido, um “textão”, mas acho importante que o blog se posicione com relação ao que a Legends do Brasil vem fazendo ao longo dos anos por aqui.

 

Se você não quer ler tudo, já resumo pra você aqui logo no inicio a mensagem geral do texto: Não compre na Legends do Brasil, ou em nenhuma loja de propriedade do Sandro Viviani. De maneira alguma. NUNCA! (conforme edições realizadas neste artigo em 05/05/2016 e posteriormente em 05/04/2017 o Sr. Sandro Viviani já abriu pelo menos duas novas lojas, a primeira delas chamada “Aventuras Épicas”  (NÃO COMPRE COM ELES TAMBÉM!) foi apontada aqui na edição de 05/05/2016 e hoje 05/04/2017 foi introduzimos uma nova nota para alertar que a loja “Giant Heroes Jogos” é a mais nova loja aberta pelo Sandro Viviani, logo, evite dores de cabeça e NÃO COMPRE NESSA LOJA.

(more…)

 

 

Hello Reader.

 

Continuing our sequence of “Road to Mordheim” articles today’s article focuses on the creatures I knew I’d have in the Warband ever since I decided to have a Vampire Counts Warband, and as the title of this article implies, no I’m not talking about vampires.

 

If you’ve read my first article in this series you know by now my Warband focuses on a Strigoi vampire, sent to Mordheim at the behest of a more powerful “master” for some reason we still don’t know.

 

In the Warhammer Fantasy background Strigoi vampires are bestial creatures, little more than ravening beasts, often called “Ghoul Kings” because of their association with these famous fantasy creatures.

(more…)

 

 

The wooden planks on the bottom of the horse drawn cart creaked, complaining about the heavy weight set upon them. “… and eight, nine, ten” the small man finished counting the recently dug up corpses as they were piled up unceremoniously atop the vehicle.

 

He paid each of the grave robbers a silver piece for their work and their silence and hopped at the cart’s seat, tapped the big man holding the reins and signaled forward. Without making a sound the hulking brute whipped the horses with the reins urging them forward, which the animals promptly did.

 

It was past the middle of the night, the witching hour some folks called it, and they had miles to go before the end of their journey. The cart’s bottom had been covered in straws so they’d soak the putrefying ichors and layers of “stink me not” and other fragrant flowers has been intermingled with the corpses to mask their rotting smell. These were the freshest the small man was able to find, he had even arranged for a few of them to be made into corpses to begin with, as the master had required fresh corpses for the reanimation process. These would have to last a while as the road to the City of the Damned was a long winding one.

(more…)

 

 

Gorgoloth’s Hounds.

 

Ele se movia determinada e silenciosamente em direção ao velho pórtico engastado na colina. As velhas hastes de metal do qual eram feitas o portão haviam há muito sido corroídas pela ação do tempo, esfacelando-se com a ferrugem e tornando-o sem serventia, motivo pelo qual o portão jazia agora semiaberto, testemunha silenciosa e impotente das idas e vindas da criatura que habitava os túneis mais além, dos quais um dia fora guardião.

 

Os túneis fantasmagóricos sob o velho forte eram evitados por todos, e mesmo aqueles a seu serviço evitavam transitar por ali, pois, ainda que não soubessem a exata natureza da criatura que vivia aqui, eles, os serviçais, sempre sentiram que os túneis eram o domínio de algo maligno, algo que predava tanto homens quanto outras criaturas da escuridão.

 

Qualquer outra pessoa provavelmente se perderia no labirinto de passagens que recortavam a colina sob a qual se assentava há séculos o velho forte de propriedade de sua família. Os aldeões da região especulavam que as passagens e túneis se estenderiam até as bordas de suas terras, enquanto outros atestavam de forma veemente que uma pessoa poderia ir de um lado ao outro das Colinas Uivantes sem jamais ver a luz do dia empregando os túneis. Ele sabia que as passagens não iam tão longe. Tendo caminhado ele mesmo incontáveis vezes por cada um dos túneis ao longo dos últimos séculos, ele conhecia cada centímetro de cada tune, afinal de contas Ele era o mestre aqui.

  (more…)

 

Gorgoloth’s Hounds.

 

He moved silently and purposefully towards the gated entrance on the hill. The old metal rods having long been corroded by the action of time, prevented the gate from doing its service and so it laid ajar.

 

The eerie tunnels beneath the old fort were shunned by all,  for even if those under his service didn’t know what laired here they had always felt the tunnels were the abode of something evil. Something which preyed on men and creature alike.

 

Others would probably get lost in that maze which crisscrossed the hill the fort laid upon, reaching, some said, the very borders of his domains. Others believed you could cross from one end of the Howling Hills to the other without ever seeing the light of day. He knew they didn’t stretch that far, having scoured the very same tunnels for centuries, he knew every inch of every tunnel. He was the master here after all.

  (more…)

Salve Leitor!

Duas atualizações em um só dia? Estaria eu tentando compensar a recente falta de atualizações? Nada disso. O motivo desta segunda atualização é um comunicado.

Como alguns leitores podem saber eu participo ativamente no fórum brasileiro dedicado aos jogos produzidos pela Games Workshop, o Warhammer Brasil.

Venho assim comunicar que o fórum, em virtude de problemas recentes em sua base de dados, acaba de passar por um reboot e que será necessário um recadastramento de seus usuários.

Assim se você é membro daquele comunidade não deixe de passar por lá e se recadastrar.

O endereço é http://www.warhammerbrasil.com.br

Abraço!

 

Salve Leitor!

 

Guardei o melhor pro final!

 

Como dizia outro dia o 40K é mesmo o meu favorito “gaming wise” mas tenho um “soft spot” em relação às miniaturas de fantasy talvez porque tenha jogado RPGs com temática medieval por muito tempo em minha adolescência usando justamente as miniaturas de Warhammer para representar os personagens dos jogadores e os monstros por eles enfrentados.

 

Foi assim que a miniatura que pintei pra categoria Warhammer do torneio realizado no EIRPG entrou na minha coleção. Anos atrás em uma de minhas viagens adquiri a miniatura desse lorde anão, o Slayer King of Karak Kadrim Ungrim IronFist, tencionando usá-la em partidas de RPG, desde então ele passou anos em uma de minhas caixas de miniaturas até que tive a feliz idéia de prestigiar o evento com uma miniatura clássica.

 

A feliz idéia me rendeu o ouro na categoria.

 

Fiquem com as fotos:

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Até a próxima.

 

 

 

Hello there.

 

The last of the models I was left to show here was the one which won the gold the Slayer King of Karak Kadrim Ungrim IronFist bought years ago on a trip to the UK and which had been ever since living on a dark miniatures box in my closet.

 

I decided to take a classic miniature to compete in the Warhammer category which turned out to be a great idea in the end don’t you think?

 

Pretty happy with the way this turned out. Left me eager to paint me a few more fantasy models sometime soon.

 

Cheers!

Hello there!

 

It’s been a while since I’ve last shown some loving to my English speaking readers around here on “The Painting Frog”. I’ll try to make amends today.

 

I’ve just gotten home from a 3.714 kilometers journey to attend Latin America’s biggest Roleplaying Game’s convention: The 16th EIRPG (International Role Playing Game Encounter) held in São Paulo on the 5th and 6th of July.

 

No I’m not changing the blog’s subject. I was once a roleplayer but this is still a wargaming blog. The reason I took the time to visit the 16th EIRPG is because it was there Games-Workshop made its debut to the gaming community in Brazil.

 

No, we don’t have GW stores around the country yet. GW’s games are going to be distributed in Brazil by Hobby Depot a Brazilian company whose focus so far had been the radio controlled models and whose owner, Mr. Djalma Araújo, believing in the potential of the market has decided to take up wargaming in its catalogue and thus selected the biggest company out there.

 

To handle business down here Hobby Depot has selected a personal friend of mine, Silvio Martins, whose years of expertise on the gaming and roleplaying game editorial market and knowledge of the wargaming hobby will surely prove useful in the years ahead. They couldn’t have chosen a more able person.

 

It just goes to prove it was a right choice that Silvio has delivered the most successful stand of this year’s EIRPG. Hobby Depot/GW’s booth was by far the biggest hit around. Crowded everyday round on the two days of the event people were literally elbowing each other for a chance of playing a demo game or two on one of the tables which showcase the three main games currently carried by GW: Lord of The Rings, Warhammer and Warhammer 40.000.

 

The booth:

 

 

 

 

 

The demo tables:

 

 

 

 

The painting table:

 

 

Another popular choice amongst visitors was the painting table, transformed in two tables on day two to accommodate the eager attendees which kept coming back for more, that presented everyone with a chance to paint his very own model and as an added bonus take it home as a gift.

 

At the end of the day the booth proved to be a huge success and delivered its objective which was to showcase GW’s games to an enormous public of potential hobbyists.

 

There were two international guests at the event. The first of them, Mr. Joaquim Meier from Argentina owns Warzone and is the exact counterpart in that country of Mr. Araújo and the Brazilian Hobby Depot, being in charge of representing and distributing Games Workshop’s products for gamers and retailers in the neighboring country.

 

The second of them was Mr. Ricard Fortun Martinez, a GW UK employee who is part of the retail team being in charge of Latin American markets the likes of Portugal and the aforementioned Brazil and Argentina. There was a huge hype going around when people first heard we were going to get a GW representative down here for the event. People where expecting the likes of GW’s employees who attend international events like Games Day and who would be willing to share on the future releases and showcase some models. None of that happened. Somehow Mr. Martinez seemed unwilling to divulge or discuss future releases for the hobby leaning on pre-made phrases when inquired about the future. “We don’t tell you what you want to know. We tell you what you need to know”. I understand he might not have been allowed to discuss anything down here but even the man himself, Jervis Johnson, is known to throw a bone around. Too bad he wasn’t here.

 

To make matters worse Mr. Martinez made it clear that the established fanbase in Brazil was not Games Workshop’s biggest concern, the company’s focus being bringing new hobbyists into the fold.

 

As disappointing as GW’s employee might have been it was still nice to see Mr. Martinez around. It shows GW is serious about doing business in Latin America and proves that we can expect solid support from the company, or it’s distributor down here, sometime soon. And it’s not all bad news for the established wargaming community as the Hobby Depot team made it clear that no matter what company policies dictate they do not intend to leave veterans forgotten.

 

Their support was clear during the event as they also held, concomitantly to the demonstration booth, tournaments for the Warhammer, Warhammer 40.000 and Lord of the Rings games all of which were a huge success.

 

Bear in mind Brazil is a huge country and travelling around it costs as much (or more) as it would cost for an American to attend Games Day UK or for someone to travel a round European countries. Add that to the fact that the gaming community here is scattered all over the country and you get the big picture: it’s not often we get to see each other down here. You can see how big an event like that is on the local scene.

 

Having said that I must mention it was a blast to meet old friends and make new acquaintances amongst the members of the Brazilian community (which gathers on the national forum devoted to GW’s games: Warhammerbrasil) who attended the event. That’s a big part of taking part in events and tournaments like this.

 

Not only did we have a gaming tournament but a painting competition was also held during the event, in which we had some tough entrants. I was amazed at the quality of the paintjobs displayed especially because good painting supplies are not readily available in Brazil. I entered the painting competition with a model in each of the three existing categories (Lotr, Warhammer and Warhammer 40.000 models). I didn’t have high hopes of winning, as I didn’t have much time to finish my entries so I was gladly surprised when I managed to win silver in the LoTR and Warhammer 40K categories and a gold in the Warhammer one. I was really happy when a longtime internet friend who I had met “in the flesh” for the first time there and who was in turn attending his first gaming event ever  snatched gold in the LoTR category with a marvelous Rohirrim Standard bearer.

 

The painting competition entries:

 

 

 

All in all the booth was a huge success being talked about by every single person who attended the 16th EIRPG. It showcased the true potential for the wargaming hobby in Brazil and can surely be interpreted as a sign of things to come. One can dream about having a Games Day –Brazil someday.

 

See you around soon.

 

Salve Leitor.

 

Acabo de retornar do 16º. EIRPG (Encontro Internacional de RPG) realizado pela DEVIR  onde pela primeira vez no Brasil tivemos a presença da Games-Workshop que entra agora no país comercializando sua linha de produtos através de uma distribuidora nacional.

 

O grande responsável pelo aporte da GW em “terras brasilis” é o importador e distribuidor “Hobby Depot”, cujo proprietário, Sr. Djalma Araújo, acreditou no potencial dos jogos de estratégia (wargames) no Brasil e contrariando antigas crenças encarou o desafio de distribuir as linhas Lord of The Rings, Warhammer e Warhammer 40.000 por aqui.

 

A Hobby Depot já vinha atuando no mercado de hobbies e modelismo desde 2003 e diversificando agora sua área de atuação abraça os wargames associando-se a maior gigante desse mercado. Para gerenciar a nova linha de produtos a empresa apostou no “know how”, competência e larga experiência na área editorial ligada ao entretenimento de um grande amigo, Silvio Martins, a quem incumbirá à divulgação e gerência das linhas de jogos da GW no país.

 

Depois de ter conferido em primeira mão o cometimento da empresa com o hobby acho que posso dizer que o futuro é sim bastante promissor.

 

De longe o stand montado pela Hobby Depot/Games Workshop foi o mais movimentado de todo o evento. No local instalou-se um verdadeiro tumulto durante os dois dias onde jogadores sequiosos se acotovelavam para experimentar partidas de Warhammer (“Battle for Skull Pass” capitaneadas pelo André “Zinho”), Lord of the Rings (“Mines of Moria” capitaneadas pelo Felipe “Ferrezuelo”) e Warhammer 40.000 (“Battle for Macragge” capitaneadas pelo Socrates “Peacecraft”) ou mesmo para experimentar a outra faceta do hobby pintando uma miniatura e levando-a para casa como um “mimo” oferecido pela empresa.

 

O Stand:

  

 

 

 

 

 

 Demo de Warhammer 40.000:

 

 

 

 

Demo de Warhammer:

 

 

 

 

Demo de LoTR:

 

 

 

 

Mesas de pintura:

 

 

 

 

Enquanto isso todo o time da Hobby presente ao evento dava um show no atendimento aos clientes, já demonstrando conhecimento do produto que trouxeram ao país, habilmente conduzindo as vendas enquanto os produtos, notadamente as caixas introdutórias ao jogo sendo demonstradas ali pertinho, voavam das prateleiras.

 

A única critica que podemos tecer aqui seria no sentido de que a empresa tivesse acreditado um pouco mais no potencial do evento diversificando ainda mais a linha dos produtos ali oferecidos. Produtos como codexes variados (livros de regras) tintas e pincéis disponibilizados individualmente foram ausências notadas não só pelos veteranos mas também pelos novatos interessados em adquirir tais produtos.

 

Concomitantemente as demonstrações do stand principal rolavam no anexo os torneios de Warhammer 40.000 (no sábado dia 5) e Warhammer e Lord of The Rings (no domingo dia 6) que atraíam tantos curiosos quanto o stand principal sendo que em determinado momento era impossível dissociar os dois espaços tamanho o fluxo de pessoas.

 

O Evento contou ainda com a presença de dois visitantes internacionais. O primeiro deles, Sr. Joaquin Meier/Warzone, é a contraparte Argentina do Sr. Djalma Araújo/Hobby Depot importando e distribuindo os produtos da Games-Workshop para lojistas daquele país. Lá como aqui o hobby parece estar em boas mãos e o Sr. Joaquin pareceu empolgado em mais ações futuras em conjunto com os brasileiros.

 

O Segundo convidado internacional foi o Sr. Ricard Fortun Martinez, funcionário da Games-Workshop UK e responsável pelas contas de países latino americanos, dentre eles Portugal, Brasil e Argentina.

 

A presença dos estrangeiros no evento se restringiu à circulação de ambos pelo stand de demonstração onde colaboravam na demonstração dos jogos e avaliavam o interesse das pessoas que adentravam o stand. Como pontuou um amigo foi legal ver os caras se esforçando pra falar português ao ensinar os jogos para os interessados.Além disso eles foram os responsáveis por julgar as miniaturas participantes do torneio de pintura. Infelizmente para aqueles que esperavam a presença de um representante da GW UK nos moldes daqueles que são enviados aos eventos realizados na Europa e nos Estados Unidos a presença do Sr. Ricard Martinez foi decepcionante. Embora tenha se declarado um hobbista ele se mostrou pouco propenso a discutir o hobby em si bem como novidades e futuros lançamentos com os veteranos que estavam presentes no evento. Talvez porque sua área de atuação seja justamente nos aspectos financeiro e logístico da empresa talvez por má vontade fato é que quando perguntado acerca de novidades futuras ele sacou uma resposta chavão “We don’t tell you what you want to know. We tell you what you need to know” (algo como “Nós (GW) só te dizemos o que nos interessa que você saiba”).

 

O mesmo Ricard Martinez deixou bem claro que o interesse da empresa nos novos mercados (Brasil e Argentina) é angariar novos jogadores. Segundo ele os veteranos de hobby não seriam o público alvo da empresa em um primeiro momento e não contribuem para a chegada da GW ao país. Tal posição nos causa estranheza vinda de um funcionário da Games-Workshop que organiza anualmente em todo o mundo um dos maiores eventos dedicado ao hobby e que tem por grande parcela de público os infames “veteranos”. Vai entender.

 

Ainda assim não há motivos para alarde já que o gerente de produto, Silvio Martins, bem como o próprio Sr. Djalma acenaram com a devida atenção aos veteranos brasileiros em suas ações futuras. Essa atenção é, a meu ver, a grande novidade do evento já que tanto o Sr. Djalma quanto Silvio deixaram clara a intenção de organizar e viabilizar a participação de hobbistas brasileiros não só em eventos da América Latina como também em outros países do mundo. Só empresta credibilidade o fato da empresa ter, a despeito de qualquer orientação contrária, com auxilio de colaboradores retirados da própria comunidade veterana o maior evento desse tipo já realizado pela GW na América Latina, bem como organizado e premiado um torneio direcionado aos veteranos no mesmo evento.

 

Penso que podemos creditar essa atenção ao público veterano à experiência prévia do Sr. Djalma Araújo. No aeromodelismo, como nos wargames, o cliente novo compra sim um primeiro kit para experimentar o hobby mas é o aeromodelista veterano que continua voltando para comprar novas peças e novos kits radio controlados. O mesmo acontece em relação aos jogos da Games-Workshop.

 

Falando do torneio acredito que o mesmo tenha atingido seu objetivo permitindo que todos os participantes se divertissem ao longo do evento. Foi muito legal rever os amigos do fórum brasileiro dedicado aos jogos GW (Warhammerbrasil) bem como conhecer diversas “caras novas” do cenário brasileiro.

 

Outra coisa muito legal dos torneios é que, com exceção de alguns armies de Warhammer parcialmente pintados, TODOS os exércitos apresentados no torneio estavam pintados. Fantástico.

 

  Foi recompensador ter participado do torneio de pintura realizado no evento e poder assistir o trabalho de grandes amigos como receber a atenção devida ao ser agraciado com prêmios. Merecem relevo o “debut” do Danilo “Dan” Peixoto que em sua primeira aparição “pública” levou nada menos que o ouro na categoria senhor dos anéis e o bronze na categoria warhammer 40.000 e o “Killa Kan” do Sócrates (um “scratchbuild” fantástico) que garantiu ao cara o ouro na categoria Warhammer 40.000.

 

Miniaturas inscritas no torneio de pintura:

 

 

 

 

A classificação final dos torneios realizados no evento foi a seguinte:

Warhammer.

 

Melhor General:

 

  1. João Marcelo “JM” – Wood Elves.
  2. Wodan – High Elves.
  3. Thomas “Tom” Gregory – Beasts of Chaos.

 

Campeão Geral:

 

  1. João Marcelo “JM” – Wood Elves.

 

Warhammer 40.000.

 

Melhor General:

 

  1. Daniel “SNK” – Eldar.
  2. Michel “Brastar” – Chaos Space Marines.
  3. Marcos “Mordechai” – Black Templars.

 

Campeão Geral:

 

  1. Luciano “Paintmaker” – Space Wolves.

 

Lord of The Rings:

 

Melhor General:

 

  1. Kazo – High Elves (12 pontos / 1001 Battle points)
  2. Tupinambá – Rohan (10 pontos / 648 Battle points)
  3. Guilherme – Isengard (10 pontos / 624 Battle points)
  4. Elderic – High Elves e Moria (4 pontos / 438 Battle points).

 

No torneio de pintura ficamos com a seguinte classificação:

 

Warhammer 40.000:

 

  1. Ouro – Killer Kan by Socrates “Peacecraft” Kentaro.
  2. Prata – Imperial Guard Ogryn by Estevão “Gereth”.
  3. Bronze – Dark Angels Librarian by Danilo “Dan” Peixoto.

 

Warhammer:

 

  1. Ouro – Dwarf Lord by Estevão “Gereth”.
  2. Prata – Mago High Elf by Luciano “Paintmaker”.
  3. Bronze – Mago High Elf by “Wodan”.

 

Lord of The Rings:

 

  1. Ouro – Rohirrim Standard Bearer by Danilo “Dan” Peixoto.
  2. Prata – Gollum by Estevão “Gereth”.
  3. Bronze – Rohirrim Rider by “Tupinambá”.

 

Pra não dizer que não houve novidades no evento cabe mencionar que foi demonstrada durante o torneio a nova “markerlight” da GW para a 5ª. Edição. Nada mais que uma laser pointer para ajudar a determinar a linha de visão (Line of Sight) o gadget conta com um suporte para apoiar no ombro da miniatura e projeta um alvo (crosshair) sobre o inimigo. Não é imprescindível mas com certeza é legal o suficiente pra garantir que teremos algumas circulando em eventos futuros.

 

No mais é isso. Acho que qualquer outra coisa seria repetir o que já foi dito, nos resta agora cruzar os dedos e esperar que a fantástica recepção aos produtos GW que pudemos assistir no stand do EIRPG se traduza em ainda mais jogadores e claro em ainda mais eventos do mesmo porte e brilho. E quem sabe sonhar com um Games Day – Brasil… Não custa nada não é?

 

A galera no final do evento:

 

  

 Até a próxima!

 

 

 

 

Salve Leitor!

“Baltimore de novo?” Sim Baltimore de novo. Parece que mais e mais fotos estão pipocando por toda a internet a medida que as pessoas que compareceram ao evento voltam pra suas casas e descarregam suas câmeras. Só nos cabe reportar.

Lembram-se da Collector’s Range que mencionamos aqui? Aparentemente a miniatura Tau que comporá a linha não é um Air Cast Pilot como originalmente apontado mas sim um Piloto de Armadura Tau.

Temos ainda novas fotos do Kroot Shaper mostrando mais detalhes da peça.

E por fim um Lizardmen, possivelmente um Kroxigor, porém sem indicações se ele seria da linha de colecionadores de Fantasy (mais provável) ou um lançamento futuro.

Abraços e até a próxima (que pode ser ainda hoje, ou não).