Posts Tagged ‘Khorne’

 

 

Hello there Reader.

 

I must begin this post by being honest and admitting I haven’t been able to produce a single figure for the “A Tale of X Gamers” Project.

 

There were countless factors which conspired so that I wouldn’t have the time or the will to work on the miniatures of my Word Bearers army and since that’s something most of us will face sometime over the course of our hobby lives I thought it would be ok to talk a little bit about it here on the blog.

 

Every now and then I talk about “real life” here on the blog, which is the everyday stuff from our lives when we’re not devoting ourselves to what truly matters: Our hobby. Well, real life does have the intrusive habit of getting into one’s way when it comes to quality hobby time and it’s only natural that from time to time, we see ourselves without enough free time to devote to our hobbies, specially wargaming which demands a lot of time in order to assemble and paint our miniatures before we even get to play some games.

(more…)

Hello there.

No, we haven’t given up on the “A Tale of X Gamers” project. Far from that, but, unfortunately real life does have a meddlesome habit of getting on the way of our hobby related projects from time to time doesn’t it? Someone far wiser than me has said that “Life is what happens while we’re busy making plans” and that has proven accurate once more.

I have once more been betrayed by my computer. This time it was my own fault as I managed to get it infected with some pretty virulent internet virus which began to shut down and erase everything I had on my hard drives. I did get it serviced by a specialized technician but when it came back there were faulty files and a bunch of shenanigans which prompted me to take it back to the store and have it formatted once more. And there it remains to this day.

(more…)

Hello Reader.

 

As you’ve probably noticed we had quite a few posts over the month of October from the “A Tale of X Gamers” project. As I explained on my introductory post about it, this was an old idea that I’m happy to see becoming reality thanks to the willingness of the participants to whom I’m deeply thankful.

 

One of the nice things of this project is that I also became a reader of the blog, with the privilege of being able to read the texts before anyone else, but a reader nonetheless. So yesterday as I finished editing one of the last texts which will be published this month I caught myself wanting to see what’s coming next from the participants, like how they’ll develop their army lists, whether or not they’ll include my favorite units from their Codexes and so on and so forth. I can say I’m definitely hooked by now and that I can’t wait to see what lies ahead.

 

Another nice thing about the project is that, with the exception of article deadlines, budget and number of points we’ll need to collect for our armies, nothing else was arranged between the participants and still the pool of participants and armies couldn’t be more eclectic, illustrating how varied our approached to the hobby can be and that even when utilizing the same Codex to build an army the end results can be very different (like the armies being built by Caio and Montagna with the Grey Knights Codex for instance).

 

(more…)

 

Salve leitor!

 

Faz tempo que não uso o blog pro fim ao qual originalmente se destinava, ou seja, mostrar fotos de miniaturas pintadas por “yours truly”. Sem problema. Remediarei a situação hoje e em dobro.

Sem dúvida nenhuma um dos aspectos mais gratificantes do hobby dos wargames é pintar as miniaturas que compõe o army.

Como digo sempre aos meus interlocutores habituais o apelo de uma miniatura bem pintada é inegável até mesmo para aqueles não iniciados. Quantos de nós já não ouvimos o costumeiro “Que bonitinho!” quando um amigo ou conhecido não familiarizado com o hobby vê pela primeira vez uma de nossas “obras primas”? Freqüentemente um surpreso “Nossa foi você mesmo quem pintou?!” é via de regra a próxima frase, estupefata, à qual podemos responder cheios de orgulho com um sim!

Melhor ainda quando um trabalho seu corresponde as suas expectativas, justamente o caso da atualização de hoje.

Costumo reclamar que estou enferrujado e realmente perdi a prática com os pincéis mas veja bem, a pintura de miniaturas, como qualquer habilidade artística, demanda prática constante para que se obtenha resultados satisfatórios e uma enorme dedicação e estudo maior ainda se almeja-se pintar como os grandes mestres desse seleto metier.

Tendo dito isso é importante frisar que não pinto com freqüência a tempos e por diversos motivos que não valem a pena enumerar aqui. As últimas miniaturas que havia pintado foram aquelas que apresentei no concurso de pintura do EIRPG (e que não sei porquê cargas d’água continuam inéditas por aqui) o que só adicionou à “ferrugem” de minhas habilidades.

Bom foi enferrujado que encarei a pintura de duas minis para o Luis “Malek” Carlos: Um Dreadnought de Khorne e um Necron Lord com Destroyer Body.

O Dreadnought foi pintado de forma a emular uma máquina que esta em batalha a séculos a serviço dos deuses do chaos. Devo frisar que toda a conversão da peça foi feita pelo próprio Luis tendo eu apenas consertado a haste de fixação do símbolo de Khorne (substituindo a original de chumbo flexível por uma haste rígida) e uma das placas colocadas na frente do dread.

A pintura foi feita da seguinte maneira: Primeiramente pintei todo o dread em suas cores metálicas (usando tin bitz, boltgun metal e mithril silver) para logo em seguida aplicar pigmentos no dread emulando ferrugem seguida de um drybrush de boltgun metal.

O segundo passo foi pintar o vermelho característico de Khorne utilizando bastante desgaste já que esses dreadnoughts são empregados basicamente em combate corpo a corpo.

Por fim pintei os símbolos de Khorne usando a coloração característica de bronze.

Seguem as fotos:

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A segunda miniatura pintada para o Luis é um dos HQs de seu novo army: Um Necron Lord com corpo de destroyer. Aqui a dificuldade era conseguir um visual interessante para uma miniatura que é basicamente só metal. Tentei conseguir um visual envelhecido usando diversas camadas de tinta metálica intercalada com aguadas (washes) de cores diversas e por fim adicionei marcas de fuligem nos exaustores.

 

 

 

 

 

Por hoje é isso! Até a próxima.