Posts Tagged ‘Squig’

 

Salve Leitor!

 

Um dos aspectos desse fantástico hobby de colecionar e encenar batalhas com miniaturas é o chamado “Scratch -Building”. A palavra em inglês significa construir sozinho um modelo ou miniatura (do inglês Scratch: rascunho). Felizmente nosso país é bem servido nessa área onde temos alguns expoentes radicados aqui (como o Sócrates, Alex, Danilo Peixoto e mais recentemente o Arthur Bobagny) e alguns expatriados (o sumido Márcio hoje radicado nos USA) que abrilhantam e diversificam o hobby com suas criações.

 

O “Scratch” (vamos simplificar daqui por diante) tem duas vertentes, a primeira delas é replicar os kits existentes com outros materiais de forma a baratear o custo na aquisição das miniaturas, a outra é dar vazão a criatividade construindo modelos que não existem ou que tão somente foram descritos no universo ficcional do jogo.

 

Outro cara que manda MUITO bem no scratch é o Antônio Jorge. Eu conheci o cara, salvo engano, em idos de 2005 quando ele apareceu em um dos torneios realizados no Rio de Janeiro (os saudosos TV/TI) para dar uma sapeada e ver mais de perto como eram as partidas dos jogos de estratégia da GW. Pouco tempo depois ele surgia no Warhammer Brasil trazendo a tiracolo os seus Orks. Não satisfeito com as miniaturas GW o cara aparecia com veículos que ele mesmo tinha construído e foi nessa época que nasceu o Lenny.

 

Pra quem não sabe do que se trata o “Lenny” é um Squiggoth, uma criatura empregada pelos orks em combate não só como besta de combate corpo a corpo mas também como plataforma móvel para armas pesadas dada a força descomunal desses bichos. O AJ deu forma ao seu Squiggoth assim:

 

 

 

 

 

 

 

 

Legal não é? Vendo as fotos anda me surpreendo com a inventividade desse cara. O problema é que desde 2005/2006 quando o Lenny foi concluído ele permaneceu como nas fotos acima, intocado e juntando poeira na estantinha do AJ, e foi assim que eu reencontrei o Lenny nos campos da batalha do “Spoon of Gork” em julho passado em São Paulo.

 

Fiquei surpreso quando o AJ foi chegando do meu lado com o Lenny nas mãos e pediu para que eu o pintasse. Como sou fã declarado do trabalho do cara não me fiz de rogado pra pintar outro de seus trabalhos (como já mostrado aqui no blog) e aceitei de bom grado a incumbência.

 

Antes de começar a pintura dei uma sondada no AJ que me deu liberdade pra pintar como eu quisesse. Cabe lembrar que o Lenny começou sua existência como um “stand-in” de um tanque da “Grot Revolushun” do AJ, mas ele acabou abandonando essa idéia e migrando pra um army Bad Moon. As insígnias da “Revolushun” acabaram ficando no Lenny, mas para mostrar a nova afiliação do bicho eu pintei um símbolo Bad Moon na lateral.

 

É isso… sem mais delongas o novo Lenny!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Abraços e até a próxima.

 

 

 

Hey there.

 

Today’s update is, once more, about a model painted for a good friend.

 

You might remember this Ork Guntrukk I posted here a while ago. Constructed by one of the Brazilian masters of scratch-building, who I have the privilege of calling a friend, AJ and painted by yours truly that tank was one of my first attempts at weathering a vehicle to show A LOT of use and abuse in the battlefield and I still like the final result quite a lot (AJ on the other hand seems to not care enough about it since the tank is still with a common friend of ours… perhaps Weeny Legz has deemed the paintjob inferior). Well one of his first attempts at scratchbuilding was a Squiggoth dubbed Lenny.

 

You can see in the pictures which illustrate the article the way it started back in 2005/2006 when it was built. I’m sad to report it remained like that till I faced it on the battlefields of the “Spoon of Gork” event in São Paulo earlier this year. Like other scratcbuilding masters, like Krooza from “The Waaagh” forum, AJ seemed to distracted building other stuff to paint what he had already done. I have to say I was surprised when he approached me with Lenny on his hands and asked me if I’d paint it for him. Of course I was more than happy to say yes and once more dig my hands into painting one of his masterwork models.

 

Again I’m quite please with the overall result. There’s things I’d like to do better like the rust and the scratched paintwork but it’s been a learning process to me and I just hope to improve enough so I can paint what I consider his MASTER-MASTERPIECE!!! More on that soon!

 

That’s it for today guys! See you again soon.

Hello there reader.

 

No I haven’t forgotten the blog or the few readers I’ve charmed out there. Just haven’t painted much and that’s it.

 

A good while ago, back when everybody was preparing to attend the EIRPG held in São Paulo earlier this year I teased a couple of friends saying they wouldn’t be able to paint all the models of the ork army which belonged to one of them. In order to spice things up and give them a goal, a sort of prize to aim their efforts at, I promised I’d paint one of the armie’s models if they painted all the required points in time for the tournament. And so they did.

 

In short that’s how I ended up with an Ork Weirdboy to paint since July. I know I’ve been complaining for a while about rusty painting skills and I will not dally on that subject again, suffice to say the skills are still rusty but I had to deliver on the promise made.

 

Here’s how it turned out:

 

 

 

 

 

When I finished I wasn’t really satisfied with how the model turned out and in the spirit of the season I came up with the idea of crafting them a couple of Christmas gifts.

 

I knew Streem, as he’s known on the forums, and Fabin, another web nickname, had already purchased and split between them a Black Reach box but I couldn’t pass on the chance of painting the nice captain and warboss models from that box so I  had a go at converting the models.

 

This is how they turned out:

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

And that’s it for 2008! It’s been a great year overall and even though I’ve painted little I definitely have the painting bug for 2009. So for now I part leaving you wishes of a very merry Christmas and an incredibly happy new year. Hope to see you all around here next year!

 

Cheers!

 

 

Salve Leitor.

 

Não vou fazer “mea culpa” dessa vez. As coisas são como são… a “vida real” sempre acaba nos ocupando mais do que gostaríamos e no tempo em que poderia estar pintando raramente tenho me sentido motivado para fazê-lo.

 

Sinto que ando estagnado no que diz respeito às habilidades de pintura o que acaba me tirando muito da vontade de pintar.

 

Era meio nesse clima de desânimo com o hobby que eu andava sendo encarado por uma miniatura que têm morado aqui em casa desde o EIRPG. Eu havia prometido ao Fabin do fórum Warhammerbrasil pintar uma das miniaturas do army dele se ele e o Streem conseguissem pintar todas as miniaturas que o Fabin usaria no army pro torneio do EIRPG. Como eles conseguiram o Weirdboy do Fábio voltou comigo de São Paulo, mas desde então tinha ficado intocado na minha gaveta de projetos por fazer.

 

Com o final do ano chegando rápido decidi que não dava pra adiar mais e mesmo enferrujado nos pincéis aventurei-me a pintar o Weirboy com resultados não tão satisfatórios, afinal de contas eu tenho senso crítico e estou no hobby a tempo bastante pra saber o que é e o que não é legal.

 

Chateado com o jeito que o Weirboy tinha ficado e achando que ambos, Fabio e André, mereciam uma recompensa pela amizade que compartilham (afinal de contas ajudar um amigo a pintar uma horda de orks não é qualquer um que faz) e pelo interesse em difundir o hobby, decidi fazer um presente de natal pra cada um deles.

 

Decidi pintar as miniaturas do capitão e do Warboss da caixa “Assault on Black Reach”, mas como sabia que os dois tinham rachado uma caixa dessas e dividido o conteúdo uma conversão se fazia necessária.

 

Bom as fotos das miniaturas com as quais os presenteei ilustram a atualização de hoje mais acima e falam por si só. Fiquei tão satisfeito com o resultado do Warboss e capitão marine que decidi voltar a pintar muito em breve. Só falta um bom evento pra me motivar.

 

E no mais é isso para o ano de 2008. Foi um ano bastante legal para o Painting Frog que trocou de casa e ainda assim encerra o ano com mais de 5.000 acessos (não acredita? Confira a última caixinha da coluna da direita chamada “Blog Stats”) o que me deixa muito satisfeito e motivado para continuar trazendo novidades do hobby por aqui.

 

2009 promete ser revolucionário para o hobby no Brasil. Eventos e iniciativas por parte da comunidade prometem movimentar a já, em minha opinião, revigorada comunidade que com iniciativas como a Liga dos 500 em São Paulo começa a se organizar e dar sinais de franca atividade para o ano vindouro.

 

Que venha 2009! Um feliz natal e próspero ano novo repleto de saúde e paz para todos vocês leitores é o sincero desejo deste hobbista!

 

Um grande abraço e até a próxima.