Dear Reader,

 

Today’s update is the Portuguese version of the Battle Report published here on the blog yesterday. In case you missed it you can click this link to read it, not only finding out how the Orks got beaten but also finding yourself a 10% discount code to be used on any purchases on Warmill’s website.

 

+++

 

Salve Leitor

 

Hoje temos mais um Relatório de Batalha (Battle Report) aqui no blog. Desta vez acompanhamos um embate entre Eldars (capitaneados por mim) e Orks (comandados pelo Marcelo – cujos artigos do “Tale of X Gamers” você pode acompanhar aqui).

 

 

“Com os olhos da mente o Farseer observava as fortificações abandonadas. Sua visão aqui era como a de um pássaro perscrutando do alto as construções deixadas para trás quando os humanos recuaram. Não havia mais o que proteger, e agora, sem função, os postos avançados de guarda e monitoramento aguardavam em silêncio por novos ocupantes.

 

O planeta havia mudado muito. Os humanos não hesitaram em destruir toda a rica cobertura vegetal nativa com agentes químicos para negar aos Tyranids a biomassa de que necessitariam para ampliar as forças do enxame. Foi mais ou menos na mesma época em que as plantas morreram que as pedras em formato de crânio surgiram, brotando do solo como sementes malignas brotando após a primeira. E então vieram também os Orks.

 

Os meteoros repletos de Orks em seu interior começaram a cair dos céus pouco tempo depois das “rochas crânio” irromperem do solo por todo planeta. Não havia como saber se os Orks haviam sido atraídos por alguma força esotérica que delas emanava ou se foram atraídos pela carnificina. Subsistia o fato de que um novo inimigo havia chegado ao planeta e cabia à Eldrak e sua pequena força de elite impedir que os peles verde atrapalhassem os planos.

 

Os passos rápidos subindo a colina tiraram Eldrak de seu estado meditativo devolvendo sua forma espiritual ao seu corpo físico. Drok’tal era o Exarca dos Striking Scorpions a serviço de Eldrak nesta missão e ninguém no acampamento era capaz de mover-se no mais absoluto silêncio como ele, nem mesmo Eldrak poderia ouvi-lo não fosse o turbilhão de pensamentos na mente do Exarca naquele momento.

 

 – “De quais noticias és portador nobre Drok’tal?” Interpelou Eldrak ainda sentado e com as pernas cruzadas em posição de lótus sobre um pequeno banco de osso fantasma de costas para o Exarca.

 

Sem mascarar a surpresa em ter sido percebido por seu comandante o Exarca respondeu “ – Nobre Farseer, os Orks avançam em um grande contingente como previsto pelo conselho de profetas. Eles devem chegar ao posto abandonado dos Mon’Keigh em algumas horas”.

 

“ – E nossas forças Drok’tal?” Agora o Farseer encarava diretamente o Exarca.

 

“ – Já estão posicionadas para a emboscada Lorde Eldrak”.

 

“ – Retorne aos seus homens Drok’tal … vocês terão papel importante na batalha vindoura” respondeu o Farseer já descendo a colina para unir-se às suas tropas e já lamentando as preciosas vidas que seriam perdidas dali a pouco tempo”.

 

 

Bom, nos reunimos então para uma das últimas partidas antes que um novo codex Eldar fosse publicado meio que para dar um adeus a essa edição do Codex que me acompanha a tanto tempo.

Acabamos rolando uma vez mais uma missão de controle de objetivos (que seriam prontamente ignorados em prol da carnificina até o último turno).

Segue o relato da Batalha (você pode clicar nas imagens para exibi-las em tamanho maior):

No começo da manhã o campo de batalha encontra-se estranhamente quieto. O posto avançado abandonado que outrora ficava quase escondido em meio à densa folhagem da floresta agora domina o campo de batalha:

 

Os Orks avançam a partir do norte em direção às fortificações do posto avançado em seus barulhentos transportes:

 

E então os Eldar revelam sua emboscada. Desfazendo a ilusão psíquica que ocultava suas tropas Eldrak revela sua força de ataque:

 

E assim temos o campo de batalha após a inserção das tropas:

 

Os Orks iniciam seu turno avançando “en masse” na direção das linhas Eldar. Escalando os muros do posto avançado um grupo de Ork Boys avança em direção ao objetivo central enquanto do outro lado um Dreadnought e alguns Killer Kans tentam envelopar as forças Eldar.

 

Os tiros disparados pelos Orks foram, como de costume, bastante imprecisos, porém, as Lobbas manejadas pelos Grots em uma colina próxima foi devastadora e cobrou um preço caro em vidas Eldar logo de cara.

 

Eldrak havia previsto a carnificina que se abateria sobre os Eldar naquele dia mas estava determinado a atrapalhar os planos do destino. Ele sinalizou para que os Eldar iniciassem a emboscada e assim um dos esquadrões de Guardians avançou em direção à relativa segurança dos muros do posto avançado. Os Dire Avengers também avançaram na direção da fortificação na tentativa de conter o avanço dos Orks enquanto as tropas remanescentes se posicionou de modo a tentar conter o avanço do Warboss daquela horda.

 

Depois que Eldrak e o segundo Farseer de sua força de assalto empregaram seus poderes psíquicos para abençoar suas próprias unidades e amaldiçoar as unidades inimigas era finalmente hora de desferir um duro golpe contra o avanço dos Orks. Após terem desembarcado de seu transporte os Dire Avengers abriram fogo contra os  Ork Boys que ocupavam as fortificações abandonadas abatendo a maioria deles e obrigando os sobreviventes a fugirem sob uma tempestade de shurikens disparados com o auxilio da habilidade “Bladestorm” do Exarca.

 

O fogo concentrado das unidades Eldar conseguiu destruir a Battlewagon que transportava o Warboss e seu séquito de Mega Nobz. Surpreendendo até mesmo o Farseer Eldrak o Warboss que emergiu de dentro dos destroços se revelou como sendo ninguém menos que o poderoso Ghazghkull Mag Uruk Thraka, o profeta da Waaagh. Os Fire Dragons e os Pathfinders Eldar não se intimidaram e abriram fogo contra os sobreviventes da explosão abatendo boa parte dos Mega Nobz que acompanhavam o Warboss com exceção deste e de dois Mega Nobz.

 

Os Orks definitivamente sabem como aguentar uma porrada e continuar avançando. Ignorando completamente as pesadas baixas sofridas sob o fogo dos Eldar eles continuaram avançando. A unidade de ‘Ard Boys acompanhada do Mek e seu campo de força kustomizado começaram a avançar em direção ao portão da fortificação, decididos a ocupá-la a qualquer custo. Os caminhões Orks se posicionaram de forma a desembarcar sua carga mortal, embora somente um deles tenha conseguido espaço suficiente para que seus tripulantes, Shoota Boys, desembarcassem ameaçando os Fire Dragons. Enquanto isso o Warboss e os Mega Nobz sobreviventes  avançaram em direção ao Wraithlord que estava em seu caminho. Do lado oposto do campo de batalha os Killer Kans e o Dreadnought Ork, um Deff Dread, continuavam a avançar enquanto um traiçoeiro grupo de  Ork Kommandos adentrava a zona de combate próximos às linhas dos Eldar.

 

Com um poderoso urro Ghazghkull Thraka emitiu um grito de “WAAAAAAAAAAAAAAAAGH!”  e a artilharia Ork retomou sua atividade com esforços redobrados. Mais uma vez a arma que mais afligiu os Eldar não foram aquelas carregadas pelos Orks, mas sim as Lobbas dos Grots atrás das linhas de frente inimigas. Desta feita os Dire Avengers e os Guardians que ocupavam os muros da fortificação foram acertados em cheio culminando na morte de um Guardian e três Dire Avengers. O segundo esquadrão de Guardians e as  Howling Banshees também perderam alguns Eldar para o fogo inimigo. Os ‘Ard Boys usaram seu movimento de “Run” na fase de tiro para continuar avançando pra dentro da fortificação.

 

Na inevitável fase de assalto  Ghazghkull e seu par de Mega Nobs assaltaram o  Wraithlord enquanto os Shoota Boys assaltaram os Fire Dragons. O Wraithlord conseguiu sobreviver à carga inicial abatendo os dois  Mega Nobz e sofrendo  apenas a perda de um ferimento (wound) para os ataques do Warboss em retribuição. Os Fire Dragons também conseguiram sobreviver à carga dos Shoota Boys abatendo quatro deles sem perder um único Eldar  (graças ao maior valor de iniciativa).

 

Os Eldar começaram um novo turno realocando suas forças. Sem poder atirar neste turno os Dire Avengers reembarcaram na Wave Serpent que os transportava e rumaram em direção aos portões da fortificação. A unidade de Guardians que havia acompanhado o avanço dos Dire Avengers foi deixada para trás na tentativa de atrapalhar o avanço do Dreadnought Ork e dos Killer Kans. A segunda unidade de Guardians, agora reduzida a um único Guardian e um Warlock, também ocupou posição guarnecendo os muros do posto avançado enquanto as Howling Banshees avançaram em direção à Ghazghkull Thraka.  As primeiras unidades deixadas em reserva chegaram na mesa na forma de Drok’tal e seus Striking Scorpions, seu objetivo claro para todos.

 

Na fase de tiro o Falcon abriu fogo contra o caminhão Ork que ainda tinha tropas embarcadas destruindo o. A explosão que se seguiu abateu seis dos Orks embarcados no caminhão, bem como um dos Fire Dragons e alguns dos Shoota Boys engajados em combate corpo a corpo ali perto. Os tripulantes que sobreviveram a explosão foram rapidamente abatidos por tiros certeiros dos Pathfinders enquanto a Wave Serpent abriu fogo contra os Orks do lado de fora dos portões da fortificação abandonada. Os Striking Scorpions, certamente extenuados após a longa marcha, abriram fogo contra os Grots manejando as Lobbas sem acertar nenhum tiro.

 

Na fase de assalto dos  Eldar as Howling Banshees cargaram Ghazghkull Thraka enquanto os Fire Dragons continuavam lutando contra os Shoota Boys. Os combates começavam a se tornar arrastados sem que nenhum dos lados conseguisse uma vantagem clara.

 

O movimento no novo turno dos Orks foi bastante rápido. Mais  ‘Ard Boys continuavam avançando pra dentro do posto avançado procurando segurança atrás de seus muros enquanto os Killer Kans e o Dreadnought Ork avançaram em direção aos Guardians. Uma unidade de Deffkoptas infiltrou-se no campo de batalha por trás do Falcon.

 

Na fase de tiro as  Lobbas uma vez mais arremessaram suas cargas explosivas abatendo o último Guardian e o Warlock que o acompanhava. Os Deffkoptas dispararam seus foguetes contra a armadura traseira do Falcon e abateram o elegante veículo de guerra.

 

Na fase de assalto o Wraithlord e os Fire Dragons finalmente conseguiram se livrar de seus respectivos inimigos. Com o efeito da “WAAAAAAAAAGH!” terminado Ghazghkull foi derrubado pelo Wraithlord enquanto os Fire Dragons eliminaram o restante da unidade de  Shoota Boys. Um novo assalto começou quando os  Killer Kans e o Dreadnought Ork cargaram Guardians. Nós finalmente nos lembramos da existência da regra de  “Overwatch” e assim os Guardians abriram fogo contra o  Dreadnought, não só acertando o disparo de sua Bright Lance mas também destruindo o veículo Ork. Logo em seguida os Guardians foram fatiados pelos Killer Kans.

 

As últimas reservas Eldar finalmente chegaram na forma de um uma tríade de War Walkers. Eles estavam seguindo os  Ork Kommandos e chegaram no encalço destes. Os Fire Dragons se moveram em direção ao último caminhão Ork remanescente . Também livres do combate o Wraithlord e as Howling  Banshees estavam livres para agir. Enquanto o primeiro avançou por sobre os muros do posto avançado, as últimas correram em direção dos poucos ‘Ard Boys ainda fora da fortificação. Os Dire Avengers também desembarcaram de seu transporte ansiosos para disparar suas armas novamente.

 

Na fase de tiro os Striking Scorpions conseguiram ser bem mais eficientes neste turno finalmente destruindo as terríveis Lobbas responsáveis por tantas baixas entre os Eldar. Os War Walkers finalmente puderam abrir fogo contra o inimigo que perseguiam abatendo boa parte deles. Os Dire Avengers abriram fogo uma vez mais com suas armas matando todos os ‘Ard Boys do lado de fora dos portões. O Wraithlord cuidou dos remanescentes com seus lança chamas. E os Fire Dragons falharam em explodir o Trukk Ork.

 

Outro turno Ork trouxe mais reforços, desta feita na forma de um aeroplano que chegava da reserva. Ele logo abriu fogo contra os Striking Scorpions abatendo Drok’tal conforme previsto. Os Killer Kans moveram-se e assaltaram o Wraithlord perdendo um dos membros da unidade graças ao tiro de overwatch. Os outros dois foram destruídos em combate corpo a corpo deixando para trás somente as ruínas flamejantes de um deles.

 

“Enquanto as cinzas e a fumaça eram empurradas para longe por ventos conjurados psiquicamente ficava claro que os Eldar haviam emergido como vitoriosos uma vez mais. As forças dos Orks haviam sido desmoralizadas e agora lutavam entre si para estabelecer uma nova liderança. O Warboss Ghazghkull Thraka havia sido resgatado do campo de batalha enquanto os Eldar concentravam esforços em perseguir os remanescentes do ataque e garantir a segurança da fortificação ocupada, e certamente retornaria em breve à frente de uma nova horda de peles-verde para uma nova luta.

 

Sim, os Eldar haviam vencido, mas a que preço, refletia  Eldrak”.

 

 

E esse foi o relato da batalha pessoal. Eu e o Marcelo nos divertimos bastante (pelo menos acredito que a diversão tenha sido mútua) num jogo movimentado e com um forte foco narrativo. Depois do assalto com os Killer Kans em teoria eu ainda teria um turno, mas concordamos em terminar a batalha por ali, não só porque eu sairia em seguida, mas também porque muito pouco mudaria no que dizia respeito ao controle dos objetivos. Ao totalizarmos os objetivos percebemos que eu havia vencido por controlar um objetivo com os Pathfinders e outro com o Wraithlord já que haviamos rolado a missão “Big Guns Never Tire” onde unidades de Heavy Support também conquistam objetivos.

Outra coisa bem legal desta partida foi que finalmente tive uma chance de usar o  Outpost Kit da Warmill que havia resenhado aqui no blog back em  março de 2013. Acredito que este relatório de batalha prova que eu estava certo no que diz respeito ao potencial deste cenário para ser usado em jogos de diferentes sistemas.

Assim, para celebrar o fato de que finalmente estreamos o cenário em uma partida (e recompensar sua paciência em ler até aqui) o blog The Painting Frog, em uma inédita parceria com a produtora do kit em questão, está oferecendo aos seus leitores um desconto de 10%  na forma de um “Discount Code” que você pode empregar em qualquer compra no  site da Warmill para comprar seu próprio Outpost Kit ou qualquer outro kit de cenário da Warmill.

Tudo que você precisa fazer é ir até o website da Warmill, fazer suas compras e quando for fazer o checkout colocar o código no campo indicado como “Discount Code”. O código do desconto é: PAINTINGFROG.

E eu acho que é isso por hoje.

Grande abraço e até breve.

+++

Comments
  1. Wagner says:

    Bacana o joguinho.

  2. Foi muito divertido sim, Gereth. Mas o Ghazghkull Thraka já está recuperado, e aguardando a chance de uma vingança ! =D

    • Gereth says:

      Só marcar! Codex novo já está em mãos então na próxima já vai enfrentar os Eldar repaginados para a 6ª edição do Warhammer 40K.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s