Hello Reader.

 

Today’s post is the Portuguese version of the battle report featureing Black Templars Vs The Legion of the Damned published here on the blog yesterday. If you missed that, please, do check it out today!

 

Over and out!

+++

 

Salve Leitor!

 

No artigo de hoje trazemos mais um relatório de batalha (Battle Report). O relato de hoje continua a narrativa dos outros relatórios de batalha publicados recentmente aqui no blog. Pra quem não se lembra o primeiro deles era o relato de um combate entre os  Black Templars Vs Blood Angels, justamente a batalha que deu inicio à narrativa (uma espécie de “prequel”), e o segundo relato reporta um combate entre os Black Templars Vs Imperial Guard que deu seguimento à estória.

 

Desta vez o relato de batalha é a crônica de minha última partida contra os Black Templars do Valter. Quis tirar a poeira de um dos meus exércitos mais antigos (os Salamanders Space Marines) em uma partida pra irmos nos despedindo da 6ª Edição do Warhammer 40.000 (que aqui em Cuiabá foi mais uma versão 5.5 de tanto que misturamos as regras). Também quis usar outro army que não via a mesa de jogo tinha um tempão, a minha Legion of the Damned e a idéia foi jogar uma partida mais “for fun” do que seguindo uma das missões do livro de regras. Pensei em continuar ligando nossas partidas por uma narrativa e depois do resultado do combate entre o Valter e a Guarda Imperial do Hugo, achei que seria legal se a fúria dos Templários se voltasse uma vez mais contra seus aliados.

 

Os objetivos da missão eram bem simples, os Black Templars precisavam destruir os Salamanders completamente, sob pena de verem o restante do Império descobrindo o resultado do massacre em Thraxx e do ataque perpetrado contra os Salamanders. Já os Salamanders só precisavam sobreviver até o final da partida.

 

Sem mais enrolação, vamos à batalha:

 

+++

 

A bordo do crusador “Purging Fire” –  4a.  Frota Expedicionária dos Salamanders.

Em órbita sobre o planeta Shanti – Sistema Tamit-Zaa.

 

+++

 

“Isso é heresia” Exclamou um dos comandantes mais experientes da Guarda Imperial presente na sala de guerra “Uma pessoa não pode lançar acusações tão graves contra um capítulo dos nobres Space Marines e esperar que acreditemos cegamente, sargento Eki’Mo”  o descrédito era claro no semblante do comandante da Guarda “especialmente um capitulo tão estimado quanto os Black Templars”.

 

“Tenho as cicatrizes para provar minha fala general Malori, e cinco dos meus irmãos de batalha que irão lhe dizer a mesma história” respondeu o estóico sargento do capítulo dos Salamanders.

 

Sentado em uma cadeira na cabeceira da mesa,  Vulkan He’stan havia ouvido em silencio enquanto o grupo de oficiais da Guarda Imperial, ou “Astra Militarum” como insistiam em ser chamados agora, e acólitos da Inquisição questionavam incessantemente um de seus sargentos. Horas haviam se passado e Eki’Mo havia contado a mesma história repetidas vezes.

 

Finalmente ele se levantou de sua cadeira apoiando as duas mãos sobre a mesa marmorizada, coberta de mapas de guerra e projeções holográficas que mostravam a disposição das tropas ativas no sistema, e dirigiu-se aos demais ocupantes da sala“Se me permitem os estimados lordes, eu vou falar reservadamente com o sargento Eki’Mo”, os lordes, acólitos e oficiais reunidos se entreolharam mas foi o general Malori quem deu voz a insatisfação geral “temos o direito de estar aqui, é nosso dever ouvir este conto fantástico de traição e aparições meu lorde Space Marine”.

 

Vulkan He’Stan não alterou seu tom de voz, respondendo da mesma maneira cordial com que havia falado antes “Homens, removam o general e seus acompanhantes da sala de guerra e certifiquem-se de eles sejam escoltados em segurança até suas naves. Abatam-os onde estão se eles se recusarem a obedecer meu comando” A guarda de honra se moveu em uníssono para capturar o general que ergueu de imediato suas mãos em claro sinal de submissão. Decidindo que tinham outros assuntos para tratar em outro local o grupo deixou a sala, o último a sair foi o general, que deixou o recinto pisando duro, obviamente aborrecido.

 

Voltando sua atenção ao Space Marine ainda sentado Vulkan He’Stan pediu em tom amigável “Você poderia me contar a estória uma vez mais irmão? Conte-me sobre os fantasmas, conte-me sobre a Legião dos Amaldiçoados”.

 

E assim o sargento  Eki’Mo começou a contar sua história uma vez mais.

 

De acordo com o sargento os Black Templars chegaram de madrugada, exigindo que fossem levados até o comandante responsável pelo destacamento dos Salamanders imediatamente. Eki’Mo acabava de retornar de uma missão de reconhecimento com sua unidade quando começaram os disparos em meio a base avançada que haviam estabelecido, os Black Templars estavam abrindo fogo contra seus irmãos do capítulo dos Salamanders.

 

Eki’Mo e sua unidade avançavam em direção ao bunker de comando quando o único sobrevivente do esquadrão de comando do capitão Dekron, o porta estandarte Acion, os interceptou ordenando que recuassem até a posição fortificada nas ruínas da antiga catedral. A base avançada estava perdida, seus irmão haviam sido estraçalhados por um louco disfarçado de amigo, “O Açougueiro de Thraxx” como o Marechal dos Black Templars havia sido apelidado depois da batalha nos escombros da cidade de mesmo nome. Eles tinham o dever de escapar e dizer ao Império o que havia acontecido aqui.

 

Eles tiveram de lutar para fugir da base avançada, recuando até a fortificação nas ruínas ali perto onde assumiram posições para esperar pelo inevitável avanço dos Templários. Os Salamanders estavam determinados a resistir até que as Storm Ravens enviadas para extraí-los chegassem. Foi aqui que a Legião dos Amadiçoados acorreu em seu resgate.

 

+++

 

Uma vista do campo de batalha.

 

Os Black Templars teriam de percorrer toda a extensão do terreno para chegar até o inimigo.

 

O sargento Eki’Mo dando ordens a seus homens.

 

Ali perto Acion comandava os Space Marines ocupando as ruínas de um bunker.

 

Os Salamanders aguardam o inimigo.

 

A posição fortificada, era esparsamente controlada pelos Salamanders antes do início das hostilidades.

 

Como que em resposta as preces dirigidas pelos Salamanders ao Imperador os guerreiros espectrais da Legion of the Damned se materializam no campo de batalha.

 

Guardando o flanco direito dos Salamanders um Land Raider Redeemer.

 

Legionários apareceram em diversos pontos das posição fortificada.

 

Um Razorback guardando a entrada até então desprotegida.

 

Legionários ombreiam-se nas ameias.

 

O flanco esquerdo dos Salamanders é guarnecido por um Land Raider.

 

Soldados da Legião aparecem até mesmo dentro do bunker…

 

… e junto aos surpresos Salamanders.

 

Um Dreadnought guarda as ruínas sagradas para o Império.

 

Os defensores prontos para enfrentar os Black Templars.

 

Os veículos do capítulo dos Black Templars chegam ao campo de batalha após terem destruído a base avançada…

 

… dois dos veículos são Land Raiders, um deles um Crusader e o primeiro uma variante Redeemer ambos carregados de munição letal e tropas embarcadas.

 

O centro das linhas Templárias é ancorado em dois tanques Predator armados com poderosos Lascannons.

 

O Crusader avança em meio às árvores…

 

… e o Redeemer acompanha pelo outro flanco.

 

Os tanques de atacantes e defensores começam de imediato a trocar tiros.

 

Percebendo que seu alvo ocupava uma posição fortificada e que haviam recebido reforços os Black Templars requereram ajuda aos que haviam ficado em órbita, recebendo prontamente reforços embarcados em um Drop Pod…

 

… uma unidade inteira de Iniciados dos Black Templar ataca o centro da fortificação.

 

Ao mesmo tempo o Land Raider Redeemer dos Templários avança em velocidade desabalada na direção de seu alvo.

 

O Crusader imita o movimento do Redeemer no flanco direito, aproveitando-se da confusão causada nas linhas inimigas pela chegada do Drop Pod.

 

Os Land Raiders abriram mão de atirar para continuar avançando.

 

E os Predators abriram fogo contra o Land Raider da Legião avistado ao longe.

 

Os Iniciados não perderam tempo e abriram fogo contra os Legionários…

 

… abatendo alguns com fogo de promethium e disparos de bolter.

 

Os Legionários responderam rápido, um Command Squad desembarcou do Razorback.

 

Enquanto isso o restante da Legião se posicionava para dispensar aos Templários a justiça do Imperador.

 

Todas as armas voltaram-se para os Black Templars.

 

E numa saraivada de disparos a Legião vingou-se de homens…

 

… e máquina. Destroços fumegantes e corpos destroçados foi tudo que sobrou da ponta de lança Templária.

 

Os Black Templars aproveitaram-se da distração propiciada pelo sacrifício de seus irmãos e avançaram furiosamente…

 

… e do Redeemer desembarcaram as tropas transportadas pelo tanque.

 

Os Black Templars eram comandados naquele dia por ninguém menos que o High Marshall Hellbrecht.

 

Do outro lado o Crusader começa a abrir fogo indiscriminadamente contra os Salamanders e Legionários nas fortificações.

 

Enquanto um Rhino avança sob a sombra do tanque maior.

 

Os Predators continuam a despejar tiros de Lascannon sobre o Land Raider da Legião…

 

… que somados a alguns tiros precisos do Redeemer Templário…

 

… destruíram o tanque inimigo…

 

… matando um dos Terminators embarcados na explosão resultante e deixando o restante deles desprotegidos e em posição ameaçada.

 

Os Terminators se vêem no campo aberto após a explosão de seu transporte.

 

O Dreadnought se vê alvo dos disparos do Land Raider Crusader…

 

… mas os tiros ricochetearam de sua armadura.

 

O Dreadnought sobrevive.

 

Os Black Templars aproveitam a oportunidade e lançam um ataque corpo a corpo contra os Terminators da Legion of the Damned.

 

Os disparos de Overwatch foram ineficazes.

 

E o combate corpo a corpo se inicia.

 

O Emperor’s Champion desafia o sargento dos Legionários…

 

… que contrariando as expectativas sobrevive aos ataques do Campeão, a armadura de Terminator absorvendo o golpe.

 

Enquanto o sargento e o Campeão se enfrentavam em duelo, o restante da unidade da Legião precisava enfrentar Hellbrecht e os Terminators que o acompanhavam.

 

O sargento da Legião foi o único sobrevivente do combate.

 

A medida que a batalha progredia o Land Raider Redeemer da Legion of the Damned começou a disparar seus Assault Cannon e Multi Melta contra sua contraparte inimiga, porém sem sucesso.

 

Enquanto isso o Dreadnought deixou as ruínas numa tentativa de alcançar o Land Raider Crusader.

 

Os Legionários no bunker não conseguiram só assistir enquanto seus companheiros eram abatidos sem cerimônia ali perto, então eles decidiram abandonar a segurança do bunker…

 

… com intenções claras de intervir.

 

Os Legionários juntaram-se ao combate…

 

… desta vez o Campeão do Imperador conseguiu eliminar o sargento dos Terminators em um novo duelo…

 

… enquanto o desafio lançado por Hellbrecht foi respondido por outro sargento dos Legionários.

 

Hellbrecht despachou o Legionário com rapidez…

 

… enquanto seus Terminators foram abatidos pelo restante do Esquadrão Tático da Legião.

 

O final daquele turno de combate viu dois remanescentes da unidade tendo de enfrentar a fúria combinada do High Marshall Hellbrecht, do Emperor’s Champion e do Terminator sobrevivente.

 

Já tendo entregue sua carga mortal o Land Raider Redeemer voltou sua atenção para os soldados atrás da amurada…

 

… enquanto o avanço no flanco direito continuava.

 

Tiros eram trocados entre os tanques…

 

… com pouco ou nenhum efeito.

 

O Dreadnought toma alguns tiros mas resiste.

 

O Redeemer abre fogo com seus canhões Flamestorm…

 

… banhando o bunker em promethium incandescente e abatendo boa parte dos Salamanders.

 

Um novo turno de combate começa…

 

… e desta vez o Legionário remanescente não conseguiu resistir.

 

Enquanto o flanco esquerdo dos defensores caiu o Dreadnought era abatido no flanco direito.

 

E com a batalha praticamente ganha os Black Templars se preparavam pra invadir o forte quando os Storm Ravens chegaram levantando poeira e extraindo os últimos sobreviventes dos Salamanders. Os Legionários desapareceram tão misteriosamente como haviam aparecido.

 

+++

 

O High Marshall era acompanhado pelo Campeão do Imperador e pelo único sobrevivente da unidade de Terminators que o acompanhara para a batalha naquele dia. Não houve glória, tampouco qualquer traidor  entre os Salamanders. A busca na base destruída e nas fortificações após a batalha havia sido infrutífera para revelar quaisquer indícios de traição, tampouco a Relíquia que eles haviam perdido.

 

Ele havia sido enganado, convencido a lutar contra Space Marines leais que outrora ele havia chamado de irmãos, quebrando os elos de confiança e amizade forjados em um milênio de guerras em nome do Imperador.

 

Os motores da Thunderhawk enviada para buscá-los estavam desacelerando após a aterrissagem, os pistões e sistemas hidráulicos emitiam os ruídos e chiados característicos a medida que as travas eram desligadas e a nave se preparava para o embarque. “Como foi a batalha comandante?” saudou o Marechal Hemelund ao estender uma mão para Hellbrecht da rampa de embarque que abaixava lentamente para que os homens embarcassem. Ignorando a mão estendida, Hellbrecht esperou até que chegasse perto o suficiente de seu subordinado e então surpreendeu-o agarrando o gorjal de sua armadura e puxando o outro  Space Marine em sua direção. “Traidor” disse Hellbrecht através dos dentes cerrados antes de desferir uma violenta joelhada na barriga de Hemelund, seguida de uma potente cabeçada no rosto.

 

“Tragam-no” comandou Hellbrecht enquanto o Marechal estava caído no chão “precisamos descobrir o que está acontecendo aqui” ele disse desconsolado e embarcou na Thunderhawk enquanto o  Campeão do Imperador  e o Terminator arrastavam o Marechal desfalecido entre eles para dentro da aeronave.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s